• JOSEMARBESSA.COM

    Basta para a um coração que realmente ora, ter um Deus que ouve.



    "Meu Deus me ouvirá." Miquéias 7: 7


    Na Escritura, muitas vezes não encontramos a expressão “Meu Deus me responderá”. Nós lemos que ele responde à oração, mas com mais frequência é dito que Deus é um Deus que ouve a oração.


    É melhor para nós ter uma promessa de que Deus nos ouvirá do que uma promessa de que Deus sempre nos responderá. De fato, se fosse uma questão de fato absoluto que Deus sempre respondesse às orações de seu povo quando ele as apresentasse, seria uma verdade terrível.


    Eu deveria me encolher e não orar novamente se eu estivesse absolutamente certo de que o Senhor iria responder a minha oração, qualquer que fosse. Eu poderia me amaldiçoar sete vezes profundamente por causa de uma oração dentro dos próximos sete minutos, se não houvesse salvaguardas e limites para a promessa de oração sendo respondida conforme a vontade dEle.


    Não é desejável nem possível que todas as coisas sejam deixadas à nossa escolha: tanto sinto eu que, se meu Senhor me dissesse: 'A partir desta hora, eu sempre responderei a sua oração assim como você a orar e te darei o que você pedir'. A primeira petição que eu oferecerei seria: "Senhor, não faça isso, por favor", porque isso seria colocar a responsabilidade e destino de minha vida sobre mim mesmo, em vez de permitir que ela permaneça em Ti e em Ti somente.


    De fato, faria de mim o dono da casa e faria de mim um pastor e não uma simples ovelha que nada sabe: a primeira coisa que eu desejaria seria me despojar de tal poder. Eu gritaria: 'Senhor, faz como tu queres, me responda quando quiseres e como quiseres; Ficarei bem contente só de saber que me ouves. Eu gosto desse tipo de oração, da oração de Ralph Erskine diz:


        "Sou ouvido quando respondido, cedo ou tarde,
        Sim, ouvido quando não recebo resposta alguma:
        Mais gentilmente quando a resposta é uma recusa,
        E me sinto bem tratado quando respondes com dureza.


    Basta para um coração que ora, ter um Deus que ouve. "Meu Deus me ouvirá." - Miquéias 7: 7


    Leitura adicional sugerida por Spurgeon: Salmo 4: 1-8


    Baseado e adaptado do Sermão nº 1819 - Um doce sino de prata tocando em cada oração do crente. Pregado no Domingo, 18 de Dezembro de 1884 no Tabernáculo Metropolitano...

    Produzido por http://www.josemarbessa.com/

    0 comentários:

    Postar um comentário

     

    ADORAÇÃO

    SERMÕES

    CHARLES H. SPURGEON