• JOSEMARBESSA.COM

    Secundum verbum Dei!




    Em um tempo em que ficou mais em “moda” falar das Doutrinas da Graça, da Reforma... muitos esquecem o propósito pelo qual Deus escolheu e redimiu um povo. João Calvino não tinha a ilusão de que a Reforma tinha alcançado seu objetivo durante sua vida, ou que iria chegar lá em uma ou duas gerações. Ele escreveu:


    "Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível." ( Ef 5, 25-27. ). No entanto, é verdade, que o Senhor está diariamente alisando suas rugas e limpando suas manchas. Daqui se segue que sua santidade ainda não é perfeita. E esse trabalho é e deve ser constante, nesta direção: Santidade.  Assim deve ser, a santidade da Igreja (e cada um de nós individualmente): faz progressos diários, mas ainda não é perfeita, avança diariamente, mas ainda não atingiu a meta, não podemos recuar".


    Aqui está o ponto: a reforma só é verdadeira e válida na medida que alinhar as nossas crenças, nosso comportamento e nossa adoração com a Palavra de Deus de fato, a versão completa não abreviada do lema em latim é:  Ecclesia reformata et semper reformanda secundum verbum Dei  ("A Igreja Reformada e sempre sendo reformada  de acordo com a Palavra de Deus. ").


    A Palavra de Deus é a única norma verdadeira e temos um mandato divino de nos conformar (não ao mundo ou nossa geração), mas a Palavra e tão somente a ela. Santificação é a direção diária da vida regenerada: “Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.” -  João 17:17. E este é o padrão supremo pelo qual seremos julgados.

    0 comentários:

    Postar um comentário

     

    ADORAÇÃO

    SERMÕES

    CHARLES H. SPURGEON